Portal do Aluno:
Lembrar Senha
Buscar Cursos:



18/03/2013
Afinal, o que são Altas Habilidades?

Afinal, o que são Altas Habilidades?

 

Em análise, comumente, ao se abordar a questão dos aspectos especiais na Educação, consideram-se as situações deficitárias no campo intelectual, auditivo, visual, físico, entre outros.Faz-se necessário esclarecer que as Altas Habilidades também fazem parte da Educação Especial, dada a necessidade de orientação diferenciada para quem apresenta tais características.


Vários são os termos e nomenclaturas referentes ao tema. Dentre eles: Portador de Altas Habilidades (PAHs), Superdotado (SD), Precoce, Prodígio, Brilhante, Gênio. Todos sugerindo capacidade intelectual elevada.


Inicialmente as Altas Habilidades definiam-se por meio de testes de Quociente Intelectual (Q.I.). Nas últimas décadas observam-se mudanças nessa classificação, considerando-se outras características, por exemplo, criatividade e liderança, conscientizando os educadores das diferentes possibilidades de áreas em que o indivíduo poderia se mostrar superdotado constituindo assim um grupo altamente heterogêneo, e não um grupo homogêneo como se pensava anteriormente (ALENCAR & FLEITH, 2001).


De acordo com Renzulli é importante se entender a superdotação como uma condição ou comportamento que pode ser desenvolvido em algumas pessoas em certas ocasiões e sob certas circunstâncias (CONBRASD, 2006).


Encontram-se também uma série de confusões terminológica, as quais se esclarecem abaixo:

  • Precoce: pessoa que desenvolve alguma habilidade anteriormente à média de idade. Exemplo: ler e escrever aos três anos.
  • Prodígio: o precoce que se destaca em alguma área do conhecimento geralmente dominada por adultos.
  • Gênio: a pessoa com Altas Habilidades cuja criação contribuiu relevantemente para a humanidade.

 

Estudar as Altas Habilidades é um modo de contribuir para a desmistificação do tema e auxiliar no efetivo processo de ensino-aprendizagem, desenvolvimento social e melhora na qualidade dos relacionamentos daquele que é aluno, familiar ou ente de convivência.

 

Referências:

 

ALENCAR, E. M. L. S; FLEITH, D. S Superdotados: determinantes, educação e ajustamento. 2.ed. rev. e ampl.. São Paulo: EPU, 2001.


Veja também o curso Identificando as Altas Habilidades,   de autoria da Professora Raquel Nunes Fuin Abbud e certificado pela Unicead.



Imprimir


Voltar para Artigos